sábado, 18 de abril de 2009

Pra Quando Você Chegar

Escrevi essa poesia há muito tempo, quando eu ainda esperava por ele...
***

Deixei a porta entreaberta
Abri as janelas
Joguei fora tudo que era dor, tudo que era velho
Limpei um a um todos os meus cômodos
Passei a limpo todos os meus rascunhos
Pra quando você chegar...

Pra quando você chegar...
Deixei tudo vazio
Deixei tudo em branco
Deixei só um espaço
Pra você me ajudar a preencher

Pra quando você chegar...
Tirei da minha parede todos os meus quadros
Queimei a agonia na fogueira da esperança
Apaguei todas as cores antigas
Pra você me ajudar a colorir tudo de novo

Pra quando você chegar...
Despi-me de todos os meus medos
Rasguei todos os meus disfarces
Arranquei todas as minhas máscaras
Pra que você me ame assim: eu!

Pra quando você chegar...
Já comecei a sorrir
Meus olhos de criança e de mulher já estão abertos
Pra você
Pra quando você chegar...

Pra quando você chegar...
Tão perdido quanto eu...
Tão imigrante quanto eu...
Deixei uma bússola no seu coração pra te guiar

Preparei a minha vida
E ficarei nessa tempestade até que você me traga o guarda-chuva
E me tire daqui...

Me fiz assim...Simples...

Pra quando você chegar...
De onde você chegar...
Como você chegar...

2 comentários:

dablog disse...

Lindo mais uma vez,

Só não entendi a imagem do guarda-chuva para enfrentar uma tempestade?

Rosele disse...

É pra proteger...