domingo, 14 de junho de 2009

Infantil

Adoro ficar descalça
Sentir a planta frágil dos meus pés
Tocando o áspero e duro chão
Deixo minhas defesas de lado
Tendo os pés nus, estou nua
É o meu momento mais criança
O mais perto do que gostaria de voltar a ser...

Um comentário:

Äмbзr Gïrℓ ⅞ disse...

lindo seu poema. amei, lembrou-me minha infância tmb.

Blog Suicide Virgin