sábado, 26 de setembro de 2009

Devaneio

Demorei
a entender
que dói
demorar
a entender

Demorei
a entender
que demorar
a entender
dói

Entendi
que
demorar
a entender
que dói
demorar
a entender,
dói.

3 comentários:

Akhen disse...

Rosele
Gostei do "Devaneio". Mas se me permitir eu vou ter o meu devaneio.
A realidade doi e custa a entender o quanto doi, depois de ler a história de William Kamkvamba.
Saber que existem pessoas assim, dá felicidade. Mas é uma felicidade dorida porque os Williams Kamkvamba não se encontram, assim por aí, noutros lugares onde existem pessoas que têm necessidade da sua existência.
Pessoas que nada têm e para as quais um pouco de alguma coisa é tanta coisa para elas. No meu blog tem uma coisa escrita com o titulo "Africa Fome"
Doi saber dessa realidade.
Um domingo pleno de Luz.
Paz e Luz no seu caminho.

RAUL POUGH disse...

Pois é... teve um sujeitinho que atreveu-se a dizer quase a mesma coisa, assim: "só sei que nada sei".
De qualquer forma, me considero poeira cósmica: seria muita audácia querer entender alguma coisa. Mas que o texto está bem escritinho, ah, isso está! Bj

Alerkina disse...

Devaneio profundo...
prende por horas...
Esse é dos bons!
Ahh postei um texto no blog:
leia pois vc tmb está contida nele!
rsrsrsrsrsrsrsrs