quinta-feira, 23 de julho de 2009

Amanhã

Lembrando de uma noite magicamente inesquecível, fiz esse pequeno poema...
***

Amanhã.
Amanhã tudo pode ser diferente.
Novo. Inédito.
Tenho que guardar cada milímetro dessa noite.
Pode ser a noite do início da minha vida.
Corro logo.
Tenho pressa.
Amanhã já vem.

3 comentários:

Alerkina disse...

gostei do poema...
acordei com algo parecido
hoje...
Ahh amei tmb as fotos:
As Runas são no minímo facinantes!

Äмbзr Gïrℓ ⅞ disse...

linda essa sensação de que o hooje é vital e o amanhã há de vir com força!

Blog Suicide Virgin

dablog disse...

Amanhã já é hoje, como digo no meu blog.