terça-feira, 25 de agosto de 2009

Solidão ou Só Lhe Dão

Nas minhas andanças pela vida pude perceber
Até os mais fortes sofrem por amor
Até os aparentemente mais invencíveis
Choram e escondem mágoas inacabadas
Solidão é mal comum
Sofre o mendigo na frieza das ruas
Sofre o presidiário trancafiado em seus sonhos
Sofre o milionário na indecisão de suas posses
Sofre a prostituta na entrega maior
Sofre todo ser que respira
Sofre quem tem um coração que bate
Sofre você
Sofro eu

2 comentários:

Pedro Henrique disse...

Muito bonito seu poema.........Gostei bastante!!
Parabens

Aмbзr Girℓ ⅞ disse...

sofrido o tema, mas belo o contéudo.

demais.

Blog Suicide Virgin