domingo, 22 de março de 2009

Mudança e Fim


Tudo que é meu muda
Aliás, nada do que tenho é realmente meu
Estou em eterna mutação
Adaptando-me e desadaptando-me
Fugindo de mim e pra mim

Nada fica, nada dura
Tudo acaba um dia, tudo se esvai
Até a lágrima mais doída tira férias
Até o sorriso mais alucinado abandona

Só fica a certeza da vida que vem e vai...

Caneta.
E papel.


3 comentários:

Äмbзr Gïrℓ ⅞ disse...

olá, sou do Blog Suicide Virgin e vi o anuncio de seu blog. amei a estética deste; gostaria de dizer que busco parceria com blogs que sejam tão ricos quanto o seu. estou seguindo seu blog. se decidir seguir o meu, faço um banner para o seu blog para estabelecermos parceria. sempre comento e participo dos blogs que acompanho. entre em contato!

Giovani Iemini disse...

opa!

ADULT CENTRE disse...

Aí Rosele,

Está ficando filosófica demais hein? heh ... rsrs